Agroindústria Familiar Camponesa

As agroindústrias familiares e camponesas são resultantes de iniciativas dos  agricultores familiares e camponeses e de empreendedores familiares periurbanos para fazer frente ao quadro de exclusão social, produtiva, econômica e de geração de emprego e renda.

Esta atividade fortalece os saberes das famílias nos aspectos de natureza produtiva, das oportunidades econômicas e da abertura de novos canais de comercialização, como alternativas para a viabilizar as unidades de produção familiar e camponesa do ponto de vista social e econômico no enfrentamento da exclusão social e econômica.

A AGROINDÚSTRIA FAMILIAR ARTESANAL RURAL E O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

A sustentabilidade do desenvolvimento além dos interesses econômicos e das classes sociais envolvidas tem que compatibilizar o que deve sustentar-se do que deve desenvolver-se. Assim a sustentabilidade deve ser entendida de uma forma dinâmica e o desenvolvimento deve pressupor limites para efetivação do bem estar econômico para poder se realizar um bem estar social e ambiental, ou seja, o desenvolvimento sustentável deve estar alicerçado em três eixos fundamentais: o econômico, social e ambiental, que inter relacionados ultrapassa os limites geográficos e políticos, tendo a sobrevivência do ser humano e de todas as espécies como o seu maior objetivo. Leia mais…

AGROINDÚSTRIA ARTESANAL FAMILIAR RURAL

O desenvolvimento da agricultura familiar passou por várias fases todas dentro de um contexto social, produtivo, econômico e político diferenciado que pode ser resumido em três fases distintas:

  • Uma primeira fase entendida como um processo de colonização, desbravamento e constituição das primeiras atividades sociais e agropecuárias desenvolvidas com o objetivo básico visando o autoconsumo das famílias;
  • Uma segunda fase que tem uma maior integração ao mercado estabelecendo-se assim o início do processo da especialização produtiva;
  • Uma terceira fase que se caracteriza pela intensa mercantilização da agricultura familiar e seu contínuo processo de exclusão social, econômico e político. Leia mais…

A IMPORTÂNCIA SOCIAL PRODUTIVA E POLÍTICA DO SELO DE INSPEÇÃO MUNICIPAL PARA A AGROINDÚSTRIA ARTESANAL FAMILIAR RURAL

Após a década de 90 começa a haver um movimento contínuo de diversificação econômica e produtiva e de organização social junto às famílias rurais e urbanas que formam o tecido social produtivo e econômico da agricultura familiar, incluindo-se ai o início do surgimento das agroindústrias artesanais familiares e de outras atividades produtivas e de serviços, que ocorrem em conjunto e de forma integrada e dinâmica no espaço rural somando-se as famílias de origem rural que por naturezas diversas buscam sua sustentabilidade sócio produtiva e econômica no meio urbano. Leia mais…

O TERRITORIO A PRODUÇÃO E A TRANSFORMAÇÃO DOS ALIMENTOS NA AGRICULTURA FAMILIAR

A ocupação geográfica das terras, a ocupação agrária produz os seus territórios.  O território antes de qualquer definição acadêmica ou cientifica e um local onde se estabelecem relações sociais de forma conflituosa e no espaço geográfico. Por território e a expressão do espaço apropriado, conquistado, produzido. E um espaço sócio produtivo formado por pessoas que são os seus protagonistas e o redefinem constantemente de acordo com suas necessidades e interesses num campo de forças nas mais variadas intensidades e ritmos. Leia mais…

A TRANSFORMAÇÃO DOS ALIMENTOS PELA AGROINDÚSTRIA FAMILIAR ARTESANAL NOS TERRITÓRIOS

Existe uma forte conflitualidade entre o agronegócio e a produção artesanal e familiar que fez emergir com uma de suas formas de resistência, velhas formas de sociabilidade e de relações dotadas de novos significados e atributos sócios produtivos economicos e políticos. A agroindústria familiar artesanal surge com uma opção e se alinha como uma real oportunidade de reprodução da agricultura familiar em todo o território rural e periurbano, a partir da produção e da transformação artesanal de produtos alimentares no interior da própria unidade produtiva familiar rural ou periurbano constituindo-se em um domínio cultural antigo e atual dos agricultores familiares descendentes de italianos, alemães e polonesês, dos povos das comunidades tradicionais como quilombolas, indígenas, ciganos entre outros que se estabeleceram no Estado. Leia mais…

CUSTO DE PRODUÇÃO NA AGROINDÚSTRIA

A lógica da produção familiar está centrada na diversificação e integração de atividades vegetais, animais, de transformação dos produtos e de prestação de serviços. Neste víeis a agricultura familiar é um tema que vem conquistando seu espaço social, econômico e político por congregar um grupo de famílias que ocupa um lugar de destaque no processo de produção primária e de transformação de produtos através da agroindústria artesanal familiar rural oportunizando uma nova dinâmica na economia local, gerando importantes postos de trabalho, contribuindo para inclusão social no meio rural para a diversidade e pluralidade de novas atividades e cadeias produtivas com inclusão de gênero e geração resgatando e valorizando suas tradições costumes e valores tendo como objetivo viabilizar alternativas concretas que somadas a produção agrícola familiar permitem a médio e longo prazo apontar soluções para o enfrentamento da exclusão econômica a que foram submetidos os agricultores familiares. Leia mais…

AGROINDÚSTRIA – SUSTENTABILIDADE SÓCIO ECONÔMICA

A agroindústria familiar artesanal rural é uma estratégia de organização social, de reprodução produtiva econômica e política da agricultura familiar e dever ser um dos alicerces para se implantar e consolidar programas, políticas públicas ou projetos de desenvolvimento rural com objetivo promover o desenvolvimento sustentável no meio rural. Leia mais…

AGROINDÚSTRIA – SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA

Uma grande duvida na sociedade e como as pessoas e suas organizações produtivas podem gerar a acumular riqueza para além do capital financeiro ou seja como gerar e acumular a riqueza a partir do capital social valorizando as tradições e culturas geracionais, o talento, as habilidades expressas seja no processo produtivo individual e / ou na organização coletiva destes talentos e habilidades. Leia mais…

AGROINDÚSTRIA – PARA ALÉM DO INTERESSE ECONÔMICO

A sustentabilidade do desenvolvimento além dos interesses econômicos e das classes sociais envolvidas tem que compatibilizar o que deve sustentar-se do que deve desenvolver-se. Assim a sustentabilidade deve ser entendida de uma forma dinâmica e o desenvolvimento deve pressupor limites para efetivação do bem estar econômico para poder se realizar um bem estar social e ambiental, ou seja, o desenvolvimento sustentável deve estar alicerçado em três eixos fundamentais: o econômico, social e ambiental, que inter relacionados ultrapassa os limites geográficos e políticos, tendo a sobrevivência do ser humano e de todas as espécies como o seu maior objetivo. Leia mais…

AGROINDÚSTRIA FAMILIAR – CONSTRUINDO UM NOVO MUNDO RURAL

A agroindústria rural familiar tem se constituído como uma importante atividade produtiva, econômica e geradora de trabalho e renda para família rural, sendo  a propulsora de importantes transformações de natureza social, tecnológica e de inclusão da mulher. Leia mais…

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s